SEJA BEM VINDO
CORONAVIRUS

Decreto impõe “toque de recolher” em Jeremoabo BA partir de 20 hs do dia 19.07.2020

mediadas valem inicialmente até o dia 25 de julho

18/07/2020 08h53Atualizado há 2 semanas
Por: Pedro Son
Fonte: redação com ASCOM PMJ
441

O Prefeito Municipal, Derisvaldo José dos Santos emitiu o determinando a restrição de locomoção noturna, sendo terminantemente proibido a qualquer indivíduo a permanência e o trânsito em vias, locais e praças públicas, no horário compreendido entre 20h às 5h, a partir do dia 19 de julho de 2020, até às 00h00 do dia 25 de julho de 2020, no Município de Jeremoabo.

Tudo em função do aumento de casos da infecção pelo novo Coronavírus no Município que já conta com 48 (quarenta e oito) infectados até ontem (17.07 – 17 hs). Vale destacar que no dia 06.07.2020 nosso município apontava apenas 10 (dez casos).

A proibição não se aplica aos servidores da Secretaria Municipal de Saúde que estejam exercendo suas funções para enfrentamento do COVID-19, bem como servidores do Conselho Tutelar, do Centro de Referência Especializado da Assistência Social e dos órgãos de segurança pública.

O Decreto ainda estabelece novos horários de funcionamento de serviços e atividades comerciais no período de período de 19 a 25 de julho de 2020:

I - Funcionarão até às 19:00h: a) supermercados, mercearias, padarias e açougues; b) clínicas odontológicas; c) clínicas de especialidades médicas, psicológicas, laboratórios de análises clínicas e vacinação; d) missas e cultos religiosos;

II – Funcionarão até as 19:30h: a) restaurantes, lanchonetes e afins, através do sistema delivery; b) serviço de moto táxi; c) serviço de autoatendimento (caixas eletrônicos) das instituições financeiras.

Tal limitação de horário não se aplica a:

I – posto de combustível, restaurantes e lojas de conveniências situadas nas Rodovias e Estradas, por ser serviço essencial para o tráfego de caminhões e caminhoneiros; II - postos de combustível; II – farmácias; III – revendedora ou distribuidora de gás e água; IV – casas funerárias; V - hotéis, pousadas e pensões e VI - borracharias;

Quanto a enterros e velórios ficam restritos cuja normatização trataremos em matéria à parte.

Permanece suspenso o atendimento ao público no âmbito das repartições públicas, autárquicas e fundacionais municipais e fica proibida a realização de qualquer ação que implique emissão sonora, por meio de quaisquer equipamentos.

Para os estabelecimentos comerciais e de serviços que não respeitarem as condições pré-estabelecida foram estipuladas multas no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) a R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais) interdição total da atividade e cassação de alvará de funcionamento.

CLIQUE AQUI PARA LER O DECRETO COMPLETO

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários