SEJA BEM VINDO
MEL

Mel jeremoabense ganha o mundo e chega aos Estados Unidos

desde abril 2020 que exportamos nosso mel

27/04/2021 22h26Atualizado há 1 semana
Por: Pedro Son
Fonte: redação
946

O mel de Jeremoabo BA ganha o mundo e estamos exportando para os Estados Unidos. A exportação é efetuada pela empresa MELBRAS IMPORTADORA E EXPORTADORA AGROINDUSTRIAL LTDA, sediada em Timóteo MG, que recebe o mel da cooperativa jeremoabense COOPERAPIS e vem sendo realizada desde abril de 2020.

 Neste período já exportamos 52,3 toneladas, nos valores de R$ 504.156,80.

Que bom ver o nome de Jeremoabo BA aparecer porque o costume é fornecermos mel para que outros industrializem ou façam suas remessas.

 O fato de estar sendo aceito como produto de nossa origem é uma vitória de nossos apicultores e da Cooperativa pela luta no reconhecimento.

 O município de Jeremoabo BA é o segundo maior produtor de mel do Estado da Bahia. Em 2019 a produção do município chegou a 474 toneladas, com movimentação estimada de R$ 2.846 milhões (dois milhões, oitocentos e quarenta e seis mil reais). No Brasil, Jeremoabo é o oitavo maior produtor de mel.

As informações são da Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM), divulgada final do ano passado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Infelizmente os dados nunca são atualizados e, com certeza, tivemos um grande crescimento nos últimos dois anos, o que pode elevar nosso município a posição mais destacada. 

A Bahia é o 7º maior produtor de mel do Brasil, respondendo por 8,6% do total nacional, que foi de 46 mil toneladas em 2019 (aumento de 8,5% frente a 2018).

Em 2019, os três maiores produtores baianos de mel foram, mais uma vez, Campo Alegre de Lourdes (559 toneladas), Jeremoabo (474 toneladas) e Teixeira de Freitas (170 toneladas).

Campo Alegre de Lourdes se destaca como o 5º maior produtor de mel do Brasil. Ortigueira/PR (795,4 toneladas), Botucatu/SP (675 t) e Arapoti/PR (667 t) lideram o ranking nacional.

Na Bahia, todos os cinco municípios com maior produção de mel tiveram aumento na quantidade produzida frente a 2018, com destaque para Jeremoabo, que viu sua produção mais que duplicar em um ano, passando de 180 para 474 toneladas.

Quantos municípios no País adorariam apresentar estes números e esta posição na Bahia e no Brasil.

É hora do Poder Público redirecionar seu olhar para este segmento. E não falo só do Poder Público Municipal, mas também o Poder Público Estadual. Nem SIF o mel jeremoabense tem. Nem na merenda escolar está sendo utilizada. Por que não pensar em atrair indústrias para cá?  

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários