SEJA BEM VINDO
HOMENAGEM

Auditório do TJBA é nomeado em homenagem à Desembargadora Olny Silva, ex-juíza em Jeremoabo BA, Curaçá BA, Rio Real BA, Itaberaba BA e Santo Amaro BA

Ela foi a primeira Desembargadora da Bahia

01/04/2021 10h21
Por: Pedro Son
Fonte: AMAB
384
imagem AMAB
imagem AMAB

Finalizando os festejos do Mês da Mulher, a Comissão de Memória do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA) traz a público uma merecida homenagem, aprovada pelo plenário da Corte, a uma mulher desembargadora.

Na sessão do dia 24 de março de 2021, o Pleno deste Tribunal aprovou proposta da Comissão de Memória para nomear o Auditório da Corte em homenagem à Desembargadora Olny Silva, magistrada que marcou época, sendo inclusive Juíza em Jeremoabo BA, e abriu caminhos para as juízas e desembargadoras mulheres.

Com a aprovação da homenagem, o espaço será chamado Auditório Desembargadora Olny Silva.

Abaixo, segue texto da lavra da Exma. Desembargadora Lícia de Castro Laranjeira Carvalho, membro da Comissão de Memória, magistrada que também marca época nesta Corte e que é exemplo para todos os juízes e juízas:

OLNY SILVA, brasileira, nascida na cidade de Salvador-Bahia no dia 30 de janeiro de 1923, filha de Cordulina Cruz e Silva e Antônio Sérgio da Silva, concluiu os cursos de ginásio no Colégio Carneiro Ribeiro e o colegial no Ginásio da Bahia, atual Colégio Central, tendo ingressado na faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia em 1946.

Diplomada, foi exercer a advocacia na Cidade de Camamu sem, no entanto, abandonar o sonho de um dia ingressar na magistratura, fato ocorrido em 1954. Inicialmente foi designada para atuar na Comarca de Curaçá passando ainda por Rio Real, Itaberaba, Jeremoabo e Santo Amaro da Purificação, até chegar a Salvador.

Quando ainda juíza da Comarca de Santo Amaro da Purificação foi convidada por Desembargador Wilton de Oliveira e Souza a participar da criação da AMAB – Associação dos Magistrados do Estado da Bahia, ocorrida em 1965, assumindo o cargo de Secretária, sendo a primeira representante do sexo feminino.

Apesar de possuir voz ativa na classe e ser uma juíza atuante, amante do direito e do debate, só foi promovida a Desembargadora em 1984 pelo critério de antiguidade, sendo a primeira mulher Desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, rompendo a barreira do preconceito e abrindo espaço para que hoje pudéssemos ter tantas mulheres compondo o Poder Judiciário Brasileiro, sobretudo na primeira instância. Também assumiu a Vice-Presidência do Tribunal Regional Eleitoral sendo a primeira juíza, ao lado do Des. Luiz Pedreira Fernandes, o então presidente.

“Desde a época do ginásio eu era envolvida com associações, sempre próxima das lideranças. Sempre tive essa inclinação desde o colégio”, afirmou na entrevista que concedeu para o livro “Amab – 50 anos”, publicado em 2015. Na época, também falava da honra de ter integrado a primeira turma da Universidade Federal da Bahia (UFBa), em 1946. Na mesma entrevista, falou como foi o começo da AMAB, que, a princípio, contava com “uma salinha emprestada no Fórum Ruy Barbosa”, e lembrou que, à medida que novas juízas chegaram, o espaço às mulheres foi ampliado, sendo criada posteriormente uma “Ala Feminina” na Associação.

Olny Silva era amante da disputa eleitoral, atuando como juíza nas diversas comarcas em que passou e reagindo a situações diversas com altivez e segurança, não deixando se intimidar por comentários machistas e preconceituosos. A desembargadora se aposentou em 1993, e continuou sendo uma participante ativa na vida associativa e judicante, atuando no Núcleo de Conciliação do 2º grau juntamente com outros colegas aposentados, até partir para outro Plano em novembro de 2019, deixando muita saudade.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Jeremoabo - BA
Jeremoabo - BA
Atualizado às 22h35
22°
Pancada de chuva Máxima: 33° - Mínima: 22°
22°

Sensação

10.3 km/h

Vento

85.5%

Umidade

Fonte: Climatempo
UNOPAR 2 27 05 2020
Arranha-céu
Adsense Sessão Política
FESTIVAL MUSICA JEREMOABO
LIVRO MOSAICO
Municípios
RADIO VAZA BARRIS
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Banner lateral interna posição 4
Adsense lateral interna posição 5