Quinta, 27 de Janeiro de 2022
23°

Poucas nuvens

Jeremoabo - BA

Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Comissão mantém uso de bandejas e copos de isopor em estabelecimentos comerciais

Marina Ramos/Câmara dos Deputados Guiga Peixoto: medida cria ambiente de insegurança para empresas de embalagens A Comissão de Desenvolvimento Ec...

01/12/2021 às 15h30
Por: Pedro Son Fonte: Agência Câmara de Notícias
Compartilhe:
Guiga Peixoto: medida cria ambiente de insegurança para empresas de embalagens - (Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados)
Guiga Peixoto: medida cria ambiente de insegurança para empresas de embalagens - (Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados)

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços rejeitou o Projeto de Lei 2293/15, que proíbe o uso de bandejas e copos de isopor nos estabelecimentos comerciais.

Pelo texto, ficaria liberado o uso de papel cartão encerado com resina de origem vegetal e plásticos moldados. O autor da proposta, o ex-deputado Goulart (SP), justificou a medida afirmando que o isopor causa danos ao meio ambiente e é um material de difícil reciclagem.

O argumento, porém, não convenceu o relator, deputado Guiga Peixoto (PSL-SP), que pediu a rejeição da proposta e dos apensados. Ele afirmou que a substituição do isopor por outros insumos, como o papel cartão encerado com resina de origem vegetal, “não é algo trivial”.

Reciclagem
“O papel cartão encerado, por exemplo, não é um substituto perfeito do isopor. Um exemplo simplório seria a incapacidade de substituir o isopor usado para proteger frutas frágeis de choques mecânicos. Parece-nos que a solução mais inteligente é promover políticas que favoreçam a reciclagem de embalagens de isopor”, disse Peixoto.

O deputado afirmou ainda que a medida criaria um ambiente de insegurança para as empresas produtoras de embalagens de isopor.

O projeto foi examinado anteriormente pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, onde a medida também foi rejeitada.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e ainda será analisada pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias