SEJA BEM VINDO
METEORO

Fenômeno raro, meteoro brilhante é visto no céu de Pernambuco, Paraíba e Bahia (com vídeo)

Fenômeno foi visto no céu de Santa Brígida BA

16/07/2020 21h49Atualizado há 2 semanas
Por: Pedro Son
Fonte: redação com Folha de Pernambuco
350

Estava com meu filho Daniel, sentado cada um numa cadeira de balanço no alpendre de minha casa na roça, mais precisamente no povoado do Vicente, município de Santa Brígida BA.

De repente, um brilho forte no céu e percebemos uma chuva de fogos iguais a esses fogos juninos tipo chuvinhas, estrelinhas etc.

Parecia muito perto e ficamos ali a imaginar quem poderia, em pleno 15 de julho, uma quarta-feira, está soltando fogos.

Só no outro dia que as manchetes de alguns jornais falavam que um grande bólido, um meteoro brilhante que explode na atmosfera, foi observado no céu, na noite de quarta-feira (15). Segundo a Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon) - organização que cataloga e estuda meteoros vistos no País - o fenômeno ocorreu às 18h59 (horário de Brasília). Bólidos são considerados raros e costumam ser observados cerca de oito vezes por ano no Brasil, embora um do tamanho visto nessa quarta seja ainda mais incomum.

Além de Pernambuco, o bólido também foi visto na Paraíba, no Ceará e na Bahia. De acordo com a Bramon, pelo menos sete câmeras do site Clima Ao Vivo flagraram o meteoro, além de vários relatos de testemunhas. Análises preliminares apontam que o meteoro, que entrou na atmosfera na região de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco, percorreu uma trajetória entre a cidade de Princesa Isabel, na Paraíba, e Custódia, também em Pernambuco. Em seguida, o bólido seguiu na direção sudeste e desapareceu no céu ao sul de Arcoverde, também em Pernambuco.

O astrônomo ainda detalhou como a luminosidade vista no fenômeno, que chama bastante atenção, é formada. “Meteoros são fragmentos de rochas espaciais que vagam no Sistema Solar a uma velocidade muito alta. Quando [o meteoro] encontra a atmosfera da Terra, ele aquece os gases atmosféricos e produz o efeito luminoso que vemos. Esse aquecimento também consome o fragmento de rocha e, na maioria dos casos, acaba sendo desintegrado”, acrescentou.

Resta dizer que foi um espetáculo lindo!

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários