SEJA BEM VINDO
CORONAVIRUS

Parceria entre fábrica de camisas e projetos sociais rende máscaras para o sertão da Bahia

Máscaras em TNT cirúrgico foram entregues a moradores e às secretarias de saúde de municípios de Euclides da Cunha, Canudos, Quijingue e Uauá.

06/04/2020 14h04Atualizado há 2 meses
Por: Pedro Son
Fonte: G1 BA
212
G1 Ba
G1 Ba

Máscaras em TNT cirúrgico foram entregues a moradores e às secretarias de saúde de municípios de Euclides da Cunha, Canudos, Quijingue e Uauá.

A parceria entre empreendedores e projeto social tem ajudado moradores da região de Euclides da Cunha, no sertão da Bahia, no combate à pandemia do coronavírus. Ao todo, 548 máscaras descartáveis em TNT foram produzidas pela fábrica de camisas Casebre de Palha e os projetos sociais Canudos e Forte Severina.

“Sou filho de costureira e minha mãe recebeu encomenda para produção de aventais. Tive então a ideia de confeccionar essas máscaras de forma gratuita. Encontrei com Victor Hugo, presidente do Instituto Brasileiro de Expedições Sociais, para abraçar a causa a produzirmos juntos, para abranger Euclides da Cunha e Canudos”, diz Celson Junior, idealizador da marca Casebre de Palha.

O Forte Severina atua na comunidade de Raso, distrito de Canudos, e tem como objetivo oferecer oficinas de corte, costura e modelagem para pessoas em situação de vulnerabilidade social. O nome é inspirado na obra do poeta João Cabral de Melo Neto, Morte e Vida Severina, escrito na década de 1950.

Para produzir as máscaras, parte das costureiras parou a produção de roupas e iniciou a confecção de máscaras descartáveis. Durante o trabalho, elas seguiram as recomendações de proteção contra a contaminação por coronavírus: distância de um metro umas das outras, além da higienização com álcool em gel nas mãos e nos equipamentos.

Já o Projeto Canudos atende três povoados: Canudos Velho, Rasinho e Rio do Vigário – com ações de infraestrutura com impacto na saúde e no meio ambiente, educação e de bem estar físico e social.

Presidente do Instituto Brasileiro de Expedições Sociais, organização social responsável pelo Projeto Canudos e Forte Severina, Victor Hugo conta que o trabalho de produção das máscaras foi dividido entre os voluntários. Após finalizados, os equipamentos de proteção foram doados para moradores e entregues às secretarias de saúde de municípios da região.

“Foram distribuídas 548 máscaras: 210 para Euclides da Cunha, 150 canudos, 75 Quijingue e 113 para Uauá”, completa Celson Junior.

A parceria pode gerar ainda renda para empreendedores e trabalhadores, que já foram procurados por empresas para produção de mais máscaras, mas a idéia também é seguir ajudando os moradores do sertão baiano de forma gratuita. Victor Hugo explica que o Instituto Brasileiro de Expedições Sociais disponibiliza uma conta bancária para quem quiser ajudar com doações na compra de materiais.

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Jeremoabo - BA
Atualizado às 16h34
30°
Pancada de chuva Máxima: 30° - Mínima: 21°
33°

Sensação

11 km/h

Vento

59.6%

Umidade

Fonte: Climatempo
Arranha-céu
UNOPAR 2 27 05 2020
Adsense Sessão Política
LIVRO MOSAICO
Municípios
RADIO VAZA BARRIS
Últimas notícias
Campina Grande Tour
Mais lidas
Banner lateral interna posição 4
Adsense lateral interna posição 5