SEJA BEM VINDO
Câmara dos Deputados

Grupo de trabalho discute o posicionamento dos órgãos acadêmicos sobre tecnologia 5G

Relator defende prisão apenas nos casos iniciados após a entrada em vigor da emenda constitucional

03/05/2021 15h32
Por: Pedro Son
Fonte: Agência Câmara de Notícias
12
Tecnologia 5G pode possibilitar a Internet das Coisas - (Foto: Paulo H. Carvalho/ Agência Brasília)
Tecnologia 5G pode possibilitar a Internet das Coisas - (Foto: Paulo H. Carvalho/ Agência Brasília)

O Grupo de Trabalho sobre a implantação da tecnologia 5G no Brasil promove audiência pública na quarta-feira (5), por videoconferência, para discutir o posicionamento da academia sobre essa tecnologia.

Foram convidados:
- o professor do Departamento de Engenharia de Sistemas Eletrônicos da Escola Politécnica da USP e membro do Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos (IEEE) Marcelo Zuffo;
- o pró-diretor de pós-graduação e pesquisa do Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), José Marcos Câmara Brito;
- o diretor-executivo do Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS), Fabro Steibel (confirmado); e
- o professor do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Maranhão (Ufma) Allan Kardec Duailibe Barros Filho.

O evento será realizado às 14 horas no plenário 7.

A deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC), que solicitou a realização do debate, lembra que a implantação da tecnologia de internet móvel 5G no Brasil será o alicerce da entrada do País em uma nova era nas telecomunicações. "Vários especialistas estão considerando esta nova era digital uma verdadeira Revolução 4.0, com impactos nos diversos setores da sociedade, na produção, na cultura, na vida das pessoas e no desenvolvimento nacional", diz.

A internet 5G é considerada fundamental para o desenvolvimento de funcionalidades como carros autônomos, telecirurgias, IoT (Internet das coisas), entre outros aspectos.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários