Terça, 24 de Maio de 2022
24°

Pancada de chuva

Jeremoabo - BA

Geral Sergipe

Serviços emergenciais para a futura restauração da antiga Estação Ferroviária já estão 40% executados

Primeira etapa da revitalização do Complexo Ferroviário terá R$ 1.633.122,45 em investimentos do IPHAN

26/01/2022 às 16h40
Por: Pedro Son Fonte: Secom Sergipe
Compartilhe:

Os serviços emergenciais para a restauração de um dos mais significativos patrimônios históricos sergipanos prosseguem com andamento satisfatório, cujo aspecto já se mostra diferente do antigo estado em que se encontrava. Localizado na Praça dos Expedicionários, entre os bairros Getúlio Vargas e Siqueira Campos, o Complexo Ferroviário de Aracaju foi desativado completamente em 2012 e, uma vez revitalizado, trará de volta um pouco da história de um principais espaços que muito contribuiu para o desenvolvimento da economia e mobilidade de passageiros do Estado no século passado, sobretudo entre as décadas de 1930 e 1970.

Executada pelo Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), a primeira etapa para a revitalização do imóvel valorado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) recebe R$ 1.633.122,45 em investimentos do próprio instituto, resultado de um Termo de Compromisso celebrado entre a Sedurbs e o órgão federal, e está com percentual de execução de 40%.

A primeira fase da recuperação consiste na limpeza manual de vegetação do terreno, limpeza geral do edifício, levantamento topográfico, sondagem do terreno, elaboração de mapeamento de danos e avaliação do estado de conservação, levantamento cadastral e dos dados cartoriais e jurídicos, ensaios e testes tecnológicos, limpeza e execução de cobertura provisória para o edifício da Estação Ferroviária, execução de muro para fechamento do terreno, instalação dos portões em ferro, reposição e reparo de peças em concreto para fechamento do muro, pintura do muro, peças em concreto e dos portões em ferro.

Os serviços
Segundo o secretário estadual do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, Ubirajara Barreto, a cada dia os trabalhos se tornam mais céleres. "Tratam-se de serviços emergenciais que darão condições físicas de realizar os estudos para elaboração do projeto de restauração do Complexo Ferroviário, no qual seu uso após a revitalização ainda será definido. A área total do complexo é de 67.585,02 m² e já concluímos a limpeza geral do edifício, o levantamento topográfico e sondagem do terreno, ensaios e testes tecnológicos, elaboração de mapeamento de danos e avaliação do estado de conservação, bem como finalizamos o levantamento dos dados cartoriais e jurídicos", detalha.

Ubirajara Barreto ressalta que nas próximas semanas outras atividades serão começadas. "Atualmente estamos executando a limpeza manual da vegetação do terreno, cuja área é de 55.164,21 m². Tão logo finalizemos esse serviço, iniciaremos a limpeza e execução de cobertura provisória para o edifício da Estação Ferroviária e a execução do muro para fechamento do terreno, faremos a instalação dos portões em ferro e a reposição e reparo de peças em concreto para fechamento do muro, o que deixará a obra mais próxima da finalização dessa primeira etapa", afirma.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Veja também
Ele1 - Criar site de notícias