Semifinais Campeonato Jeremoabense

Expressinho 2 x 2 União

O Expressinho é a primeira equipe finalista do campeonato jeremoabense de futebol. Depois de um inicio claudicante a equipe deu uma arrancada e chega à final do campeonato. Jogando pelo empate soube administrar o resultado e sair de campo com o placar que lhe interessava.

O JOGO

As equipes jogaram num 4-4-2 e começaram o jogo querendo vender caro a derrota, com o União saindo na frente logo nos primeiros minutos. As equipes alternaram bons e maus momentos com cada uma liderando parte do jogo. O União era uma equipe que parecia mais tranqüila, mais organizada, com um bom meio campo e com Ciel e Ekinho se entendendo em tabelas rápidas mas o Expressinho era um time de jogadores acostumados a decisões (Tista, Jacó, Drogbar, Andrézinho) e frio e calculistamente jogava pelo regulamento. O Expressinho sentiu demais o segundo gol do União, desempatando a partida, mas soube buscar novamente o empate numa falha de marcação da zaga do União. No Expressinho havia um erro claro de posicionamento de Drogbar situando-se na meia-lua do jogo, entre Andrezinho e Tista deixando a marcação deficiente nas jogadas de alas do União. No segundo tempo, o Expressinho fechou-se na defesa e o União não teve competência para organizar-se e fazer o gol que faltava, com o jogo caindo muito tecnicamente. Ao União faltava força de ganhador; brilho, motivação, etc e o jogo ficou como queria o Expressinho: burocrata e cadenciado. O técnico ainda tentou botando Gilberto no lugar de Cleriston, a meu ver uma mudança equivocada já que Gilberto nada rendeu e Récio no lugar de Naldo.

AS EQUIPES:

O Expressinho jogou com Yuri; Leandro, Preto, Mauro Galvão e Jacó (Edivan); Tista, Drogbar, Davi e Marcelo; Andrezinho e Marcondes.

Destaques: Tista e Marcelo

O União jogou com Jaitinho; Nengola, Bode (Jairo), Palito e Diogo; Naldo (Récio), Agilson, Cláudio e Ciel; Ekinho e Cleriston (Gilberto).

Destaques: Agilson e Ciel.

GOLS: Cláudio (União) 2m cobrando falta numa falha do goleiro Yuri; Andrezinho (Expressinho) empatando aos 9 m; Ciel (União) aos 14 m e Tista (Expressinho) 29m, após rebote do goleiro Jaitinho, livre de marcação.

CARTÕES:

Amarelos: Tista (Expressinho) e Ciel (União)

JUIZ: Zelito, com grande atuação

Golpe do Evangélico causa prejuizos em Jeremoabo

Texto: Márcio Lima

Apareceu na cidade de Jeremoabo no sertão Baiano, um elemento que se dizia evangélico com esposa e filho. O mesmo dizia ser Engenheiro da Petrobras e também "Diácono da Igreja Assembléia de Deus".

Com uma boa conversa, carta de recomendações, boa aparência e com a família ao lado, esse elemento Ludibriou os fieis da Igreja Assembléia de Deus - ministério de Madureira e boa parte do comercio local.

Fez compras em vários estabelecimentos comerciais e foi embora deixando tudo para trás sem dar nenhuma explicação e sem deixar pistas. Aos comerciantes dizia chamar-se "Francisco", em outro "Reginaldo" sua esposa "Eliane" e que eram membros da Igreja. O prejuízo foi de aproximadamente cinco mil reais (5.000,00). Isso entre compras em mercados, lojas e também empréstimos. Ainda Foram levados colchões, aparelhos de telefone residencial, ventiladores, câmara digital e um aparelho celular, Acrescentando assim mais Dois mil reais (2.000,00) em prejuízo. As pessoas só perceberam que haviam caído em um golpe, um dia depois de o casal partir da cidade.

Algumas pessoas já estavam desconfiadas com o fato de que "Reginaldo" como era chamado, estava pegando dinheiro dos fies e de alguns vizinhos para negócios. Pessoas ligadas a ele disseram que era muito alegre, porém desconfiado. Sua esposa que se chamava "Eliana" era muito calada não tinha contato com ninguém e nunca freqüentou a igreja.

O casal passou quinze dias na cidade de Jeremoabo-Ba e depois fugiu deixando um rombo de quase sete mil reais (7.000,00), até o momento não se sabe do paradeiro deles. Ele é baixo, barrigudo, branco, cabelo liso, aparenta ter trinta e três anos e fala bem. A mulher é morena clara, cabelos grandes e pretos, magra e aparenta ter trinta e dois anos. Já a criança aparenta ter quatro anos de idade, um pouco forte, sexo masculino e tem cabelos lisos. Se alguém notar a presença desses meliantes, fique esperto e comunique a policia local, antes que eles causem um estrago.

Termo de Ajustamento de Conduta

Para conhecimento, divulgamos o Termo de Ajustamento de Conduta firmado entre o Ministério Público e Prefeitura Municipal:

 

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA.
PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE JEREMOABO/BA.

TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA.

Fonte: Promotoria de Justiça de Jeremoabo

Aos 14 (catorze) dias de julho de 2010, O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA, representado pelo Exmo. Sr. Dr. Promotor de Justiça Titular desta Comarca, Dr. Leonardo de Almeida Bitencourt, e o MUNICÍPIO DE JEREMOABO/BA, representado pelo Exmo. Sr. Prefeito Municipal, João Batista Melo de Carvalho, este acompanhado pela Procuradora deste Município, Dra. Michelly de Castro Varjão, visando o estabelecimento de prazo para realização de concurso público, bem como a imediata nomeação e posse dos servidores aprovados no concurso público homologado em março/2008, até o total preenchimento das vagas ofertadas no edital, além da demissão de todos os servidores contratados sem concurso público, no Município de Jeremoabo/BA, firmam o seguinte TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA, com fundamento no artigo 5.º, § 6.º, da Lei nº 7.347/85, confessando e assumindo, sob as penas da lei, as obrigações abaixo especificadas:

CONSIDERANDO que Ministério Público tem legitimidade ativa para instaurar Inquérito Civil, celebrar termo de ajustamento de conduta e ajuizar ação civil pública com o escopo de proteger o patrimônio público e social, a moralidade administrativa, assegurando a obediência aos princípios da isonomia e da legalidade;

CONSIDERANDO que Ministério Público é instituição essencial à função jurisdicional do Estado e estando este representante do Ministério Público do Estado da Bahia no pleno uso de suas atribuições constitucionais, com estribo legal nos arts. 127, caput, e 129, incisos II e III, da Constituição Federal, art. 1º, incisos IV, art. 5°, § 6°, da Lei nº 7.347/85 (Lei da Ação Civil Pública);

CLÁUSULA 1.ª – O MUNICÍPIO DE JEREMOABO reconhece que existem atualmente cerca de 300 (trezentos) servidores contratados no Município;

CLÁUSULA 2.ª - O MUNICÍPIO DE JEREMOABO reconhece, ainda, a existência de vários candidatos aprovados dentro do número de vagas, no último concurso público realizado neste Município e homologado em março de 2008, os quais, até o presente momento, não foram convocados para nomeação;

CLÁUSULA 3.ª – O MUNICÍPIO DE JEREMOABO se compromete a nomear e dar posse a todos os candidatos aprovados no concurso público homologado em março/2008 até o total preenchimento do número de vagas previstas, até o dia 30 de julho de 2010;

CLÁUSULA 4.ª - O MUNICÍPIO DE JEREMOABO também se compromete a: (a) Publicar edital de concurso público visando à contratação de pessoal efetivo até o dia 05 (cinco) de novembro de 2010; (b) Homologar o resultado final do referido concurso até o dia 1º (primeiro) de março de 2011; e (c) Dar início às nomeações dos candidatos aprovados, dentro do número de vagas previsto no edital, a partir de março de 2011;

CLÁUSULA 5.ª - O MUNICÍPIO DE JEREMOABO se compromete a dar posse a todos os candidatos aprovados, dentro do numero de vagas previstas, no concurso citado na cláusula 4.ª, até dezembro de 2011;

CLÁUSULA 6.ª - O MUNICÍPIO DE JEREMOABO também se compromete a não firmar novos contratos com servidores não-concursados a partir da assinatura do presente Termo de Ajustamento de Conduta, bem como a exonerar todos os servidores irregularmente contratados no Município de Jeremoabo/BA até 1º de março de 2010;

CLÁUSULA 7.ª - O MUNICÍPIO DE JEREMOABO se compromete a adaptar os projetos de leis orçamentárias a serem apreciadas e aprovadas no ano de 2010, com início de vigência em 2011, prevendo o impacto financeiro resultante da admissão dos novos servidores concursados aos quais se refere este Termo de Ajustamento de Conduta;

CLÁUSULA 8.ª – No caso de descumprimento injustificado das cláusulas 3ª à 7ª comina-se a multa diária de 01 salário mínimo por servidor irregularmente contratado, por dia de descumprimento, cujo montante será depositado em conta judicial específica e revertido em pagamento de servidores;

CLÁUSULA 9.ª - Cumpridas as cláusulas previstas neste Termo de Ajustamento de Conduta, o MINISTÉRIO PUBLICO compromete-se a não ajuizar Ação Civil Pública por Ato de Improbidade com o propósito de condenar o MUNICÍPIO à obrigação de fazer, consistente na realização de concurso público e exoneração dos servidores irregularmente contratados;

CLÁUSULA 10.ª - As partes reconhecem ao presente instrumento eficácia e força de título executivo extrajudicial a partir da sua assinatura, nos termos dos artigos 5º, §6º, da Lei 7.347, de 24 de julho de 1985, e 585, inciso II, do Código de Processo Civil;

CLÁUSULA 11.ª - As partes signatárias convencionam que o presente Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta tem vigência por prazo indeterminado, a partir desta data, e vinculam as administrações futuras, podendo, em caso de descumprimento, ser executado perante a Justiça Comum Estadual, consoante artigo 5º, § 6º, da Lei n.º 7.347/85.

E, por estarem assim combinados, firmam o presente compromisso, em 06 (seis) vias, devidamente assinadas e rubricadas pelas partes acordantes, bem como pelos presentes.

Jeremoabo - BA, 14 de julho de 2010.

LEONARDO DE ALMEIDA BITENCOURT
PROMOTOR DE JUSTIÇA DE JEREMOABO

JOÃO BATISTA MELO DE CARVALHO
PREFEITO MUNICIPAL DE JEREMOABO

MICHELLY DE CASTRO VARJÃO
PROCURADORA DO MUNICÍPIO DE JEREMOABO

DOMINGOS PINTO DOS SANTOS
VEREADOR DO MUNICÍPIO DE JEREMOABO

JAIRO RIBEIRO VARJÃO
VEREADOR DO MUNICÍPIO DE JEREMOABO

Reunião de Dirigentes Municipais de Cultura

Foi realizado hoje, em Cícero Dantas (BA), no Auditório da Escola Agrícola, reunião de Dirigentes Municipais de Cultura e ativistas culturais do Território Semi-Árido Nordeste II para discussão de Editais de Cultura 2010 do Ministério da Cultura e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, com a participação de Maria Karina Andrade, Articuladora de Cultura do Território, Carlos Renildo, vice-presidente do Fórum de Dirigentes Municipais de Cultura e Pedro Son, representante do Território no Conselho de Cultura do Fórum de Dirigentes.

Na oportunidade, foi apresentado o novo representante do Território, Pedro Son, que se colocou à disposição dos dirigentes para auxiliá-lo na condução das coisas culturais municipais, enfatizando que só com parcerias a gente consegue transformar em ações a estratégia da Secretaria de Cultura em priorizar os territórios.

Edital contratação pessoal Arcas

ASSOCIAÇÃO REGIONAL DE CONVIVÊNCIA APROPRIADA A SECA – ARCAS -

CNPJ: 00.491.997/0001-20

RUA DR IVO GONÇALVES, 05 – FONE (75) 3278-2923.

48.410-000 – CÍCERO DANTAS – BAHIA

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Uma proposta inovadora

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PESSOAL 004/2010

A Comissão Permanente de Seleção e Pessoal da ARCAS – Associação Regional de Convivência Apropriada a Seca instituída pela Resolução 0001/2010 de 02 de Fevereiro de 2010 pela Secretaria Executiva da Instituição, faz saber aos interessados que estará recebendo inscrições para o processo seletivo de pessoal para atuação no Projeto Cisternas: captação de água para consumo humano e produção no semiárido baiano, nos Territórios do Semiárido Nordeste II e Sertão do são Francisco, nos seguintes municípios: Uauá, Canudos, Macururé, Chorroxó, Euclides da Cunha, Banzaê, Cícero Dantas, Fátima, Paripiranga, Sítio do Quinto, Jeremoabo, Santa Brígida, Pedro Alexandre

Equipe para a região de Cícero Dantas

05 Animadores (as) de Comunidades

01 Técnico (a) para Coordenação

01 Técnico (a) para Gerência administrativa

02 Auxiliares administrativos;

01 Comunicador (a)

de acordo com as seguintes especificações:

a) Animadores (as) de comunidades

Atividades: - trabalho educativo desenvolvido em comunidades rurais do semi-árido, objetivando motivar as famílias para o processo de convivência com o semi-árido e construção das cisternas e equipamentos outros de captação de água da chuva. Cadastramento e seleção de famílias, lançamento de dados, preenchimento de fichas, organização de cursos, aquisição e entrega de materiais de construção, acompanhamento do processo de construção das cisternas, fotografia das cisternas concluídas e georeferenciamento, assinaturas dos termos de recebimento.

Exigências para participação: 4º. Ano do ensino fundamental, habilidade em preenchimento de questionários, e habilitação para motos. Experiência comprovada no campo de animação de comunidades para atividades comunitárias de convivência com o semi-árido, em especial cisternas e processos de captação de água para produção de alimentos.

b) Técnico (a) para coordenação

Atividades: coordenar atividades e pessoas com vistas ao bom desenvolvimento do programa de cisternas e de água para produção, no âmbito da convivência com o semi-árido. Visitar comunidades e municípios onde o programa está sendo implantado. Coordenar reuniões, elaborar relatórios e projetos, avaliar tecnicamente o processo de construção, formação e pedagógicos. Tratar com os poderes públicos o que for necessário Exigências para participação: Conhecimento e trato pedagógico que lhe garantam possibilidades de boa relação com as pessoas, comunidades e grupos, no encaminhamento de suas funções e do programa, Ensino médio completo, domínio de programas de texto (word) e planilha eletrônica (excel), domínio de leitura e escrita, outros software compatíveis para o exercício da função e habilitado para veículos.

c) Técnico (a) para Gerência Administrativa

Atividades: controle administrativo e gerencial de contas bancárias, pagamentos, prestação de contas (serviços de terceiros pessoa física e jurídica, pessoal, pagamentos de compras variadas), controle de pessoal (contratação, pagamentos, recolhimentos de impostos), coordenação de processos de licitação/pregão (montagem, execução, julgamento e compras), e serviços outros relativos a esta função.

Exigências para participação: Ensino médio completo, conhecimento da legislação básica sobre a função, domínio de programas de texto (word) e planilha eletrônica (excel) e outros softwares que são indispensáveis à função. Experiência comprovada no campo do gerenciamento administrativo/financeiro de organizações não governamentais e/ou projetos. Habilitado para veículo.

d) Comunicador (a)

Atividades: divulgar o programa e seus desdobramentos, elaboração de materiais de divulgação e de formação.

Exigências para participação: Que tenha conhecimento comprovado dos processos de comunicação e domínio dos meios de comunicação – falada e escrita. Criatividade, disposição para viajar pelas comunidades beneficiadas. Domínio de leitura e escrita. Conhecimento sobre o semiárido. Domínio de computação. Habilitação para Moto ou Veículo

e) Auxiliares Administrativos

Atividades: registros de dados, lançamentos de dados em computador, digitação, auxiliar na elaboração de propostas de compras, pagamentos, arquivamento de documentos e todas as funções inerentes ao bom desempenho de um escritório.

Exigências para participação: Ensino médio completo, controle contábil e gerencial de processos, domínio de programas de texto (word) e planilha eletrônica (excel).

Local de Trabalho: O local de trabalho tem como referência a sede da ARCAS em Cícero Dantas BA abrangendo os municípios de: Uauá, Canudos, Macururé, Chorroxó, Euclides da Cunha, Banzaê, Cícero Dantas, Fátima, Paripiranga, Sítio do Quinto, Jeremoabo, Santa Brígida, Pedro Alexandre

Fases do processo seletivo: Inscrição, Análise de currículo vitae, e entrevista, em seqüência eliminatória.

Procedimentos para inscrição: Envio da ficha de inscrição online para o e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. e posteriormente entregar assinada pelo candidato juntamente com o currículo vitae para a ARCAS no endereço Rua João XXIII N, 05 – Centro – Cícero Dantas – BA (Referência – Centro Diocesano – atrás do Ginásio de Esporte) em envelope fechado com a descrição da vaga pretendida, acrescida da expressão "PROJETO ÁGUA PARA TODOS". Os currículos deverão ser enviados via sedex, com AR (Aviso de Recebimento), com data de recebimento pela ARCAS até 13 de julho de 2010 ou entregues diretamente na sede da ARCAS em Cícero Dantas. A ARCAS não se responsabiliza pelos currículos cujo recebimento aconteça após a data limite de prazo.

Prazo: Serão aceitos e analisados os currículos recebidos até o dia 13 de julho de 2010. No dia 15 de julho de 2010 será publicado nos mesmos locais onde foi publicado o edital o resultado da aprovação da primeira etapa (análise de currículos).

Ocorrência da fase final: A Entrevista, apenas para os portadores dos currículos selecionados, será realizada no dia 19 de julho de 2010, das 08 às 12 horas, na sede da ARCAS. A publicação do resultado dos candidatos aprovados nesta etapa será no dia 20 de julho de 2010 nos mesmos locais onde foi publicado o Edital.

Principais assuntos para a Entrevista:

a) Animadores (as) de comunidades

Elementos de Convivência com o semi-árido;

Processos de mobilização de comunidades

Cisternas e água para produção

Conhecimento de notas fiscais, emissão, validade.

b) Técnico (a) para coordenação

Coordenação pedagógica e técnica de projetos

Convivência com o semi-árido

Cisternas e água para produção

Elementos administrativos e Gerenciais de projetos

Word e Excel.

c) Técnico (a) para Gerência Administrativa

Convivência com o semi-árido.

Elementos gerenciais e administrativos de projetos;

Contratação de pessoal, impostos, serviços prestados,

Gestão de recursos governamentais

Tomada de preços, compra de produtos.

Prestação de contas de projetos

Word Excel

d) Comunicador (a)

Convivência com o semiárido

Elementos de comunicação

Redação de textos

Discernimento no uso dos Meios de Comunicação da região

Uso de Word e Excel

e) Auxiliares Administrativos

Convivência com o semi-árido,

Elementos básicos de administração,

Preenchimento de formulários, Word, Excel,

Redação de pequenos textos,

Redação de atas,

Organização de documentos.

Obs.: A contratação somente será efetuada após a liberação dos recursos do projeto e poderá ter duração de doze meses e/ou prorrogada se for de interesse das partes.

Outras informações: Telefone/fax: (75) 3278-2923

Cícero Dantas, - BA 07 de julho de 2010

__________________________________________

José dos Santos Neto

955.319.475-34

Pela Coordenação

JEREMOABO HOJE É TEU DIA!

JEREMOABO HOJE É TEU DIA!

Hoje, 06.07.2010, Jeremoabo completa 85 anos de vida. Para comemorar a data a Prefeitura Municipal de Jeremoabo, via Secretaria de Educação, realizou um desfile cívico enaltecendo a data, que teve a seguinte programação:

08 h – Hasteamento das bandeiras do Brasil, com Tenente Naírton da Junta Militar; da Bahia, com Capitão Estevão, Comandante da Polícia Militar e de Jeremoabo, com o Prefeito Municipal João Batista Melo de Carvalho. As bandeiras foram hasteadas individualmente com acompanhamento da Filarmônica 24 de Junho entoando os hinos do Brasil e da Bahia e com Carmelita Dydudé cantando o hino de Jeremoabo.

09 h – Início do desfile das escolas, cada uma com um tema específico sobre a cidade, com a seguinte ordem:

1. CRECHES MUNICIPAIS, apresentando a Formação do Povo Jeremoabense.

2. ESCOLA MENINO JESUS, Dados sobre a população do município;

3. ESCOLAS NÚCLEO 9 (bairros), apresentando a geografia jeremoabense;

4. ESCOLA JOÃO DURVAL, destacando a Educação;

5. PROGRAMA TOPA, com alunos, coordenadores e professores do programa.

6. ESCOLA MONSENHOR MAGALHÃES, destacando a Saúde;

7. ESCOLA JOÃO PAULO II, apresentando o meio-ambiente jeremoabense;

8. ESCOLA CARVALHO SÁ, homenageando artistas da terra;

9. ESCOLA EVARISTO CARDOSO VARJÃO, com a produção agropecuária jeremoabense;

10. COLÉGIO MUNICIPAL SÃO JOÃO BATISTA, destacando os escritores e poetas jeremoabenses;

Muitas pessoas prestigiaram o evento!

II. Algumas datas históricas

A região de Jeremoabo, palavra indígena que significa "plantação de abóbora", foi povoada primitivamente pelos aborígenes muongorus e cariacás, ramo dos tupinambás. Os padres João de Barros e Jacob Roland promoveram a catequese dos índios de Jeremoabo e da região vizinha

1549, Garcia d'Ávila, chegado com Tomé de Souza, desbrava o nordeste baiano, capturando índios e fundando currais para criação de gado bovino.

1688 foi expedida a patente de Sebastião Dias, primeiro Capitão–Mor da aldeia Muongorus de Geremoabo. No mesmo ano, outra patente de "capitão" desses índios foi expedida em favor de Inácio Dias.

1698 Geremoabo foi elevada à categoria de julgado. Segundo comenta Euclides da Cunha, era aquela localidade "incomparavelmente mais animada do que hoje" (1897); o humilde lugarejo desviara para si, não raro, a atenção de João Lancastro, Governador Geral do Brasil, principalmente quando se exacerbavam as rivalidades dos chefes dos índios munidos com patentes, perfeitamente legais de "capitães".

11.04.1718, Alvará Régio cria a freguesia com a invocação de São João Batista de Geremoabo do Sertão de Cima, subordinado ao município de Itapicuru.

1778, o Governo Geral do Brasil criou a freguesia de São João Batista de Jeremoabo, cuja paróquia passou a ser dirigida pelo padre Januário de Souza Ferreira, cujo alvará foi assinado por D. João V.

25.10.1831 é elevado à categoria de vila com a denominação de Geremoabo, desmembrado de Itapicuru.

06.07.1925 é elevado à condição de cidade com a denominação de Geremoabo, pela lei estadual n.º 1775.

31.12.1943, pelo decreto-lei estadual n.º 141, de 31-12-1943, confirmado pelo decreto estadual n.º 12978, de 01-06-1944, teve sua grafia alterado para Jeremoabo.

De Jeremoabo desmembraram-se outras povoações, antigas aldeias de índios, para construírem outras freguesias e, depois, transformaram-se em municípios, como seja: Monte Santos, em 1790; Cícero Dantas, em 1817; Tucano, em 1837; Ribeira do Pombal, em 1837; Santo Antônio da Glória, em 1840 e outras. Vê-se assim que Jeremoabo foi o centro colonizador mais importante do nordeste baiano; do se amplo território de então, nasceram vários dos atuais municípios.

Antonio Manoel de Carvalho Dantas

DO TRIBUNAL PARA PREFEITURAS

Daqui a poucos dias o conselheiro do Tribunal de Contas Antonio Manoel de Carvalho Dantas completa 70 anos e será atingido compulsória. Alguns amigos de Antonio Manoel costumam chamá-lo de Barão do Jeremoabo. É uma alusão às suas origens no município baiano atravessado pelo Vasa Barris e espalhado pelas imensidões ásperas do Raso da Catarina. Ainda que não cultivando veleidades de nobreza, Antonio Manoel, gosta de assim ser chamado, porque a figura do barão, para ele simbolizaria metaforicamente uma ligação muito grande que tem com a sua terra. No povoado de Itapicurú D'Água um jornalista que por lá andou a remexer reminiscências na casa do senhor João Carvalho, terminou festejado por dizer-se amigo do conselheiro Antonio Manoel. Logo, toda a família mostrava-se interessada em saber quando ele deixaria o tribunal. Assim, poderia candidatar-se a prefeito da sua terra. A numerosa família, reúne uma vastidão de Carvalhos, onde também se incluem jeremoabenses – sergipanos, o advogado e professor Francisco Dantas, o desembargador aposentado Jose Nolasco de Carvalho. Sempre perto da política e de políticos por ter ocupado tantos cargos públicos de confiança até chegar ao Tribunal, Antonio Manoel nunca disputou cargos eletivos, mas, ao que tudo indica, faria com satisfação a primeira tentativa, até porque os jeremoabenses terminarão por quase obrigá-lo a tornar-se candidato.