Jeremoabo: Anabel de Tista defende candidatura em programa da Rádio Jeremoabo FM

Anabel na Rádio

A candidata participa de entrevista realizada pela Rádio Jeremoabo FM sequenciando as entrevistas com candidatos

Na última sexta-feira (21), foi a vez da candidata à prefeita de Jeremoabo, pela Coligação 06 de Julho, Anabel de Tista (PSD), participar da série de entrevistas que vem sendo realizada pela Rádio Jeremoabo FM. Durante a entrevista, transmitida ao vivo através do programa Notícias da 106, mediado por Adalberto Moreno e Márcia Penedo, Anabel de Tista fez questão de destacar sua felicidade em ser a primeira mulher do município a se candidatar ao maior cargo do município. “É uma das eleições mais importantes da história da cidade até porque temos um fato novo: duas mulheres concorrendo à prefeita e vice na mesma chapa. Não posso negar a vocês que eu me sinto muito honrada de ter sido a primeira mulher a ser candidata à prefeita de nossa terra. Mulheres podem se sentir duplamente privilegiadas, pois a nossa chapa é formada por duas mulheres: eu e Janete. Agradeço a Deus por me dar esta oportunidade em um momento muito especial no Brasil, onde temos uma presidenta com índice de aprovação jamais visto na história política do País. Nós mulheres podemos sim e estamos preparadas para esta missão com humildade e peço força a Deus pra administrar Jeremoabo da melhor forma possível”.

Logo de inicio, a candidata foi levada a avaliar as ações da educação no município nos últimos anos em que seu grupo está à frente da administração. “Falar de educação é muito importante. O desenvolvimento social e econômico, assim como o crescimento da cidade, passam por ela. Mas é uma área é muito complexa, por isso acredito que uma educação de qualidade só acontece quando existe um esforço de todos, de pais, de alunos, profissionais da área, governos e a sociedade com o um todo; cada um fazendo a sua parte. Nossa equipe de educação é muito compromissada e muito tem sido feito, mas ainda temos muito pra fazer. Entre nossas ações destaco o plano de carreira do Magistério, anseio de muitos anos dos nossos professores, que melhorou os salários, valorizou o tempo de serviço e regulamentou a vida do professor. Trabalhamos com a implantação dos cursos de graduação para os professores, incentivamos programas como Pacto pela Educação, Baú da Leitura, realizamos palestras com educadores renomados como Jorge Portugal e Erik Pena, investimos na qualificação do professor e na capacitação dos gestores escolares, nossos diretores são contratados e com graduação na área educacional ou em conclusão. A estrutura física de nossas escolas é muito boa, implantamos um cursinho pré-vestibular. Enfim, são muitos avanços, mas sei que precisamos avançar mais”.

Outro tema que recebeu bastante atenção de Anabel de Tista foi a saúde. Entre as ações já efetivadas pelo seu grupo político nos últimos anos, ela citou implantação de equipes do Programa Saúde da Família; criação do programa Verão com Saúde, que buscou conscientizar a população em relação a várias doenças e melhorar aquelas já instaladas procurando, por exemplo, regular o diabetes diminuir a obesidade e o sobrepeso; instalação de ambulatórios de psicologia, fonoaudiologia, psicopedagogia, de nutrição e ambulatório de assistência farmacêutica que atende pacientes de uso de medicação continuada; implantação de várias especialidades médicas como cardiologia, ginecologista, neurologia, oftalmologia, cirurgia geral, pediatria, ortopedia e psiquiatria e do centro municipal de reabilitação motora, além do CAPS.

Ainda na área de saúde, a candidata falou a respeito do Hospital Municipal, alvo de críticas da oposição. “Ele foi municipalizado há aproximadamente um ano, mas já tem progredido bastante. Possui 30 leitos de semi  internamento, e trabalha com três médicos diaristas; quando internados os pacientes recebem nutrição especifica; têm visita diária de um fisioterapeuta; a emergência conta um médico plantonista diariamente, às vezes até dois, dois enfermeiros, e vários técnicos; possui quatro ambulâncias com dois motoristas de plantão, serviço de regulação de pacientes, realiza partos naturais. Inclusive quero falar que a ida das mães pra partos fora do município virou uma questão eleitoreira. Os médicos e toda equipe de saúde são muito responsáveis. Quando o município assumiu o hospital ficou acordado com o Estado de que faria uma reforma inclusive um centro cirúrgico, que não está preparado para uma cesariana. Quando chega uma paciente em seu primeiro parto é sempre um risco porque o médico não sabe se poderá vir acontecer pelas vias naturais, fica uma ansiedade e como temos responsabilidade encaminhamos para outro município como Antas e não fazia de graça, pois o Estado repassava recursos para isso. Em setembro, esses recursos já começam a ser repassados pra Jeremoabo”.

Entre suas propostas para uma possível administração estão a reforma do centro cirúrgico; contratação de um médico obstetra para morar no município para que todos os partos possam ser feitos aqui; investimento em programas de saúde bucal em todo o município; instalação de um laboratório de próteses;  ampliação do número de unidades de saúde da família (Lagoa do Mato, Espaduadas e região do Sertão inicialmente); ampliação do CAPS; incentivar um plano de educação ambiental com conscientização de toda a comunidade; implantação de coleta seletiva; construção de um galpão para cooperativa de catadores com apoio dos governos em outras esferas; abertura de mais grupos da terceira idade na zona rural; apoio técnico a todas as cadeias produtivas, incentivando o homem do campo, entre outras.

Anabel de Tista falou ainda sobre administração pública. “Falar nisso é muito complexo, porque falamos da administração de um município com um todo. A arrecadação não é suficiente para atendermos a todas as necessidades. Mas acompanhei de perto as três administrações de Tista e estou pleiteando o cargo porque me sinto preparada. Não conheço tudo. Tenho muito a aprender e sei que não é tarefa fácil administrar, mas vamos conseguir com vontade, determinação e propostas com pé no chão. Sei que enfrentarei um grande desafio, mas não tenho medo disso”.

Como demorou muito em suas respostas no inicio do programa, a candidata não conseguiu responder a todas as perguntas que estavam preparadas pela equipe coordenadora e ouvintes. Lembrando que o tempo máximo do programa, conforme acordado anteriormente com todos os representantes dos candidatos do município, foi de 1 hora e 20 minutos.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar