Seminário UNEB discutiu programa Vida Melhor e Educação

Numa organização da Rede Antonio Conselheiro que reúne os Campus UNEB de Paulo Afonso, Euclides da Cunha, Serrinha e conceição do Coité, aconteceu em Paulo Afonso, nesta segunda-feira, 21.11, o 1º. Seminário de Redes de Gestão Departamental (RGD) com o tema “Políticas Públicas e Programas de combate à pobreza no Semiárido e suas conexões com a educação”, tendo como palestrante o Dr. Fábio Luiz Lima de Freitas, Coordenador Executivo do Programa VIDA MELHOR, do Governo do Estado da Bahia, que apresentou objetivos e idéias do programa.

Aberto o debate, o Professor Luiz Paulo, Vice-Reitor da UNEB, destacou a importância do programa e fez um histórico da luta do povo do semiárido por melhores condições de vida, destacando diversos estudiosos e explanando o projeto de Desenvolvimento Sustentável que a UNEB, conjuntamente com outras instituições, coordena em Canudos (BA), e disse temer apenas que o “clientelismo” possa interferir na chegada dos recursos à ponta.

O Secretário Municipal de Educação de Jeremoabo, Pedro Son, também apresentou sua intervenção, destacando o aspecto filosófico e conceitual do programa, mas colocou também a preocupação com a democracia na distribuição dos recursos, dizendo-se esperançoso de que “as curvas sinuosas do viés político” não atrapalhem a distribuição e apresentou a preocupação com relação à educação citando a Escola Agrotécnica de Jeremoabo, praticamente agonizando e sem um olhar mais atento do Governo e a Educação do Campo Contextualizada, pontos que o programa precisava ser mais direto e dar sua contribuição efetiva.

Outros participantes apresentaram seus pontos de vista enquanto Dr. Fábio ia demonstrando suas argumentações.

A mesa principal do evento foi constituída sob a presidência do prof. Luiz Paulo, Vice-Reitor UNEB e com a participação de Prof. Dorival, Diretor do Campus Paulo Afonso; Professora Ivete Sacramento, Diretora Campus Euclides da Cunha; Professor Ivan, Diretor Campus Serrinha e Joselita, Diretora Campus Conceição do Coité; o Secretário de Educação de Jeremoabo, Pedro Son e a Secretária de Educação de Abaré, Gildete. No auditório, professores da UNEB, estudantes, Sociedade Civil e alunos do Mestrado, sendo que o prof. Fábio utilizou o sistema de Vídeo Conferência.

PROGRAMA “VIDA MELHOR”

Cerca de 400 mil famílias pobres das áreas rurais e urbanas da Bahia vão ser beneficiadas pelo programa do governo estadual Vida Melhor – Oportunidade para quem mais precisa, lançado nesta sexta-feira (5) pela presidenta Dilma Rousseff e pelo governador Jaques Wagner, com a presença dos ministros do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello.

O programa vai promover a inclusão social e produtiva da população com investimento de R$1,2 bilhão até 2015 em ações de geração de trabalho e renda, no campo e na cidade.

A presidenta Dilma afirmou que o Vida Melhor marca um momento importante para os próximos quatro anos e tem um objetivo claro: acabar com a miséria. "O Vida melhor é um programa de inclusão social e produtiva. Se dedica a permitir que essas pessoas tenham oportunidade. E quando as pessoas têm oportunidade, elas revelam seus talentos".

O Vida Melhor é uma parte do Brasil Sem Miséria, segundo o governador Jaques Wagner, que destacou a inclusão produtiva um elemento fundamental de geração de oportunidades e renda. “O elemento principal é a inclusão produtiva. Todo mundo sabe que a realização do ser humano é colocar comida dentro de casa, fruto do seu trabalho. Para que isso seja possível, é preciso fazer inclusão produtiva”.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar