Paulo Afonso: Mutirões de catarata recuperam a visão de mais 270 pessoas

Glória, Macururé e Jeremoabo não remeteram pacientes pré-agendados.

Paulo Afonso: Mutirões de catarata recuperam a visão de mais 270 pessoas

Glória, Macururé e Jeremoabo não remeteram pacientes pré-agendados.

A parceria bem sucedida entre o governo do Estado e a Prefeitura de Paulo Afonso, proporcionou a realização de mais um Mutirão de Catarata, que aconteceu neste fim de semana no Hospital Municipal de Paulo Afonso, no Bairro Tancredo Neves. Nesta etapa, foram operadas 270 pessoas, que tiveram a visão recuperada.

Este é o segundo mutirão realizado pela atual administração municipal, totalizando 1.070 pacientes. No primeiro mutirão, realizado em dezembro de 2017, 800 pessoas chegaram a operar os dois olhos, contabilizando 1.018 olhos cirurgiados. Nesta nova etapa, as cirurgias foram realizadas em um olho, totalizando 270 pacientes.

O Mutirão da Catarata 2018 registrou 319 consultas, que após a triagem, resultaram em 270 cirurgias, sendo 138 no primeiro dia e 132 no segundo.  De acordo com a coordenadora do mutirão, Sabrini Canonici, dos oito municípios da região, Glória, Macururé e Jeremoabo não enviaram os pacientes pré-agendados e dos que enviaram, oito pacientes não compareceram, o que possibilitou a inclusão de mais pessoas de Paulo Afonso na lista das cirurgias. Além disso, 22 pacientes ficaram impossibilitados de passar pelo procedimento cirúrgico devido à alteração do nível de glicemia. No total, 250 pacientes cirurgiados são de Paulo Afonso e 20 vieram de municípios da microrregião.

O agendamento foi feito nos dias 2 e 3, nas secretarias de Saúde de cada município, e as consultas, exames preliminares e cirurgias aconteceram no Hospital Municipal Aroldo Ferreira, Bairro Tancredo Neves III, em Paulo Afonso. O acolhimento dos pacientes, bem como o acompanhamento para triagem, entrada no centro cirúrgico até o final do procedimento, contou com a colaboração dos alunos do curso de enfermagem da Faculdade Sete de Setembro. No domingo (5) foram feitas as revisões das cirurgias do primeiro dia, e nesta segunda-feira (6), os pacientes cirurgiados no domingo fazem as revisões na Clínica Oftalmodiagnose, na Avenida Apolônio Sales.

O secretário de Saúde, Ivaldo Sales Júnior comemorou o resultado do mutirão. Para ele, o empenho da equipe foi fundamental para o êxito do trabalho que recebeu elogios dos pacientes de Paulo Afonso e dos oito municípios da microrregião, que foram atendidos.

“Em nome da Prefeitura, eu agradeço a todos os que possibilitaram a realização de mais um mutirão de catarata em Paulo Afonso. Foi um sucesso, conseguimos atingir o objetivo, e nós ficamos satisfeitos em ouvir relatos positivos de pessoas de Paulo Afonso e de outros municípios, que passaram pelo procedimento. Eu parabenizo de forma especial, a equipe da Secretaria de Saúde e os alunos do curso de enfermagem da FASETE, pelo brilhante trabalho realizado”, disse o secretário.

Cuidados pós-operatórios

A equipe da Secretaria de Saúde ressalta que o processo pós-operatório é simples, porém, deve ser seguido para garantir a eficácia da cirurgia. Ao sair do centro cirúrgico, o paciente recebe óculos escuros e colírio lubrificante que devem ser usados durante trinta dias. É importante também ficar em repouso, não exercendo atividades físicas, não baixar a cabeça, não fazer movimentos bruscos, evitar exposição à luminosidade intensa e manter a estabilidade da pressão arterial e da glicemia (se for diabético). Ainda segundo a equipe, pessoas diabéticas também podem fazer cirurgia de catarata, desde que o nível de glicemia esteja equilibrado.

 

Para 2019 estão previstos dois mutirões oftalmológicos: o de limpeza de lente para pessoas cirurgiadas nos primeiros mutirões de catarata, e o de pterígio, também conhecido popularmente como carne no olho. Composta por tecido fibroso e vasos sanguíneos que crescem no canto dos olhos geralmente pertinho do nariz, e partem em direção à córnea, o pterígio, se não tratado, pode causar astigmatismo, vermelhidão e sensação de areia nos olhos.

Por ASCOM PMPA (Redação)  

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar