TERRITÓRIO SEMIÁRIDO NORDESTE II TEM NOVO NÚCLEO DIRETIVO

 

 O Território é espaço de propostas de Políticas Públicas 

 

TERRITÓRIO SEMIÁRIDO NORDESTE II TEM NOVO NÚCLEO DIRETIVO

Em Assembléia realizada nessa terça-feira (29.10) o CODETER (Conselho de Desenvolvimento Territorial) do Território Semiárido Nordeste II, elegeu seu Núcleo Diretivo com mandato até Outubro de 2021.

A Diretoria de Articulação, com poderes de representatividade do Conselho, e responsável pela mobilização, integração e execução das ações propostas, ficou constituída por Leide Correia dos Santos (Cícero Dantas-BA), Marcos Ureilton Batista da Silva (Nova Soure-BA) e Pedro Pereira da Silva Filho (Jeremoabo-BA).

Os demais cargos do Núcleo Diretivo ficaram assim definidos: DIRETORIA ADMINISTRATIVA: Gescirlandia Sales dos Santos (Banzaê BA – Poder Público), Osvaldo Gonçalves dos Santos (Ribeira do Pombal BA – Sociedade Civil) e José dos Santos Neto (Cícero Dantas BA – Sociedade Civil); DIRETORIA FINANCEIRA: José Carlos Dias de Souza (Nova Soure BA – Sociedade Civil) e Renivaldo Santos de Souza (Banzaê BA – Poder Público); CONSELHO FISCAL:  José dos Santos Cruz (Ribeira do Pombal BA – Sociedade Civil), José Gama (Banzaê BA – Sociedade Civil), Mayk do Nascimento Silva (Paripiranga BA – Poder Público) e Maria Djalma Andrade de Abreu (Euclides da Cunha BA – Poder Público).  

O Território Semiárido Nordeste II é formado por 18 municípios, tem sede em Cícero Dantas BA e é formado pelos municípios de Adustina, Antas, Banzaê, Cícero Dantas, Cipó, Cel. João Sá, Euclides da Cunha, Fátima, Heliópolis, Jeremoabo, Novo Triunfo, Nova Soure, Paripiranga, Pedro Alexandre, Ribeira do Amparo, Ribeira do Pombal, Santa Brígida e Sítio do Quinto.

Territórios da Cidadania é uma estratégia de desenvolvimento regional sustentável e garantia de direitos sociais voltados às regiões do país que mais precisam, com objetivo de levar o desenvolvimento econômico e universalizar os programas básicos de cidadania. Trabalha com base na integração das ações do Governo Federal e dos governos estaduais e municipais, em um plano desenvolvido em cada território, com a participação da sociedade. Em cada território, um Conselho Territorial composto pelas três esferas governamentais e pela sociedade determinará um plano de desenvolvimento e uma agenda pactuada de ações.

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar