Jeremoabo-BA: retorno das sessões da Câmara teve denúncia e debates acirrados

 

A sessão não teve o público esperado mas os vereadores vieram dispostos

Jeremoabo-BA: retorno das sessões da Câmara teve denúncia e debates acirrados

Depois do recesso oficial e obrigatório, a Câmara de Vereadores retornou às suas atividades com sessão realizada ontem (19.02), 19 horas, tendo como novidade a transmissão radiofônica pela Rádio Jeremoabo FM, que se junta à Rádio Vaza Barris que já vinha transmitindo as sessões ao vivo.

Na pauta entram dois projetos:

1. PL 01 2019 que regulamenta os pagamentos de débitos e obrigações de pequenos valores decorrentes de decisão judicial, transitadas e julgadas e fixa como valor o teto como salário contribuição do INSS.(hoje R$ 5.839,45). Diferente dos precatórios que são valores maiores.

2. PL 02 2019 que inclui a Cavalgada de São Jorge no calendário oficial do município e será realizada no mês de abril de cada ano.

Continua a discussão do PL 021 2018 que institui a semana do empreendedorismo nas escolas municipais.

Talvez em função da transmissão ao vivo da sessão, o público não foi o esperado embora muita gente prestigiou a sessão. A oposição levantou a voz e choveu denúncias contra atos da administração municipal, notadamente quanto a Saúde, um tema bastante evidenciado e transporte escolar.

Na Saúde repercutiu-se a suspensão temporária dos recursos da Atenção Domiciliar, com o vereador Kaká de Sonso mostrando, com uma série de documentos, as razões pelas quais foram suspensos os recursos. Conforme mostrou o vereador, a razão foi a não alimentação do sistema de julho a novembro 2018 ou com alimentações indevidas, tendo-se inclusive apontamento de trabalhos prestados pelo Dr. Risvaldo, apontado com 40 horas, de maneira indevida no sistema, sem o conhecimento do médico que não prestou serviços neste período na quantidade de horas informadas. Ficou evidenciado que não houve alimentação de dados corretamente, nos prazos regulamentares e os recursos foram suspensos

Quanto ao transporte escolar o vereador Neguinho fez uma série de denúncias, citando uma série de linhas pagas indevidamente sem a prestação de serviços, a exemplo de algumas linhas apontadas como transporte de alunos para a Escola da lagoa do Mato, no período noturno, saindo de alguns povoados da região, sendo que a Escola nem funcionou a noite. Denunciou também o pagamento de linhas com números de dias letivos rodados superiores ao efetivamente ocorrido.

O Vereador Antônio Chaves rebateu acusações do Vereador Jairo, com relação a projetos como da iluminação do Estádio, com farta documentação e ai a pressão cresceu quando os dois vereadores tiveram uma discussão ríspida e o clima esquentou demais mas, sem maiores consequências.

Outros temas tratados e que merecem destaques foi a inauguração da BR 235, com rápidos embates sobre quem verdadeiramente foram mentores da construção da estrada e algumas ações do Governo Municipal citadas aqui e ali pelos vereadores da situação como entrega de trator no Caritá, estradas, água, etc.

Pelo que sentimos, as próximas sessões prometem manter o clima quente.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar