CASTANHAS DE CAJU DA AGRICULTURA FAMILIAR DA REGIÃO FAZEM SUCESSO EM EXPOSIÇÃO DE SÃO PAULO

Jeremoabo é um dos municípios na área de atuação da Cooperacaju

CASTANHAS DE CAJU DA AGRICULTURA FAMILIAR DA REGIÃO FAZEM SUCESSO EM EXPOSIÇÃO DE SÃO PAULO

As amêndoas de castanhas de caju, produzidas por agricultores familiares da Cooperativa da Cajucultura Familiar do Nordeste da Bahia (Cooperacaju), conquistaram o público da 47° ABAV Expo Transforma, consolidada como uma das maiores e mais importantes feiras de negócios e turismo do Brasil, que aconteceu esta semana no Expo Center Norte, na Vila Miguel, em São Paulo.

Os produtos da Cooperacaju estavam à disposição dos visitantes no Espaço Empório Gastronômico: Sustentabilidade e Agricultura Familiar. No local, o ministério do Turismo e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento apresentou uma mostra da gastronomia brasileira, com toda diversidade e qualidade dos produtos da agricultura familiar, representada por 10 empreendimentos produtores de alimentos e bebidas, além da cozinha show, com a elaboração de pratos da culinária regional e nacional.

“Foi uma grande oportunidade mostrar as nossas amêndoas de castanha de caju, para este público do turismo nacional e internacional, além de poder mostrar que a Bahia pode ser um bom destino para se fazer o turismo gastronômico também no interior, visitando as nossas comunidades e cooperativas produtoras de belos e deliciosos produtos”, destacou o diretor-presidente da Cooperacaju, Ícaro Renê Santos.                           

A ação é resultado da parceria institucional entre o Ministério do Turismo, por intermédio da Secretaria Nacional de Desenvolvimento e Competividade do Turismo, e o Ministério da Agricultura, Pecuária, e Abastecimento, por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo. O objetivo é a promoção e ampliação da comercialização de produtos e serviços turísticos, oriundos da agricultura familiar, especialmente os vinculados à hospedagem e gastronomia.

A Cooperacaju

Com sede em Ribeira do Pombal, a Rede Cooperacaju, que recebe apoio do Governo do Estado, por meio de investimentos, que inclui desde assistência técnica e extensão rural (Ater) à infraestrutura, conta com 750 cooperados e comercializa amêndoas de castanhas de caju naturais, fritas e salgadas, além de um mix com amêndoas de castanha de caju, abacaxi e banana desidratada. A capacidade instalada de produção é de 110 toneladas de amêndoas beneficiadas e toda a comercialização é feita por meio da Central de Comercialização localizada no município de Ribeira do Pombal.

A Cooperacaju desenvolve um projeto social de beneficiamento de amêndoas da castanha de caju com base nos princípios da economia solidária e da sustentabilidade do semiárido do Nordeste da Bahia, com uma área de atuação que abrange os municípios de Água Fria, Antas, Banzaê, Biritinga, Cícero Dantas, Cipó, Euclides da Cunha, Fátima, Heliópolis, Itapicuru, Jeremoabo, Lamarão, Nova Soure, Novo Triunfo, Olindina, Quijingue, Ribeira do Amparo, Ribeira do Pombal, Sátiro Dias, Sítio do Quinto e Tucano, sendo cinco unidades de beneficiamento.

Fonte: www.sdr.ba.gov.br

No texto, o governo argumenta que a “escassez pluviométrica em determinados municípios baianos tem gerado graves prejuízos às atividades produtivas do Estado”. E a autoriza a “mobilização de todos os órgãos estaduais, no âmbito das suas competências, para enviar esforços no intuito de apoiar as ações de resposta ao desastre, reabilitação do cenário e reconstrução”.

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar