Jeremoabense Jemerson, convocado para a seleção brasileira de futebol, é nosso destaque na luta contra a discriminação racial. Veja o que ele fala sobre o assunto.

Categoria: Esporte
Criado em Terça, 17 Novembro 2015 19:54
Publicado em Terça, 17 Novembro 2015 19:54
Escrito por Pedro Son
Acessos: 1178

Nesta Semana da Consciência Negra, o jeremoabense Jemerson merece todos os nossos aplausos!

Jeremoabense Jemerson, convocado para a seleção brasileira de futebol, é nosso destaque na luta contra a discriminação racial. Veja o que ele fala sobre o assunto.

Por: Pedro Son

Jemerson de Jesus Nascimento, mais conhecido como Jemerson, nascido no dia 24 de Agosto de 1992 em Jeremoabo (BA), é um exemplo a ser mostrado nesta Semana da Consciência Negra. Sua humildade e competência foram mostradas desde o início quando começou nas categorias de base do Confiança (SE). O jogador atuou no clube sergipano na temporada de 2009 e em 2010 chegou ao Atlético Mineiro e em 2011 foi cedido para defender o Democrata de Sete Lagoas (MG). No retorno, no final do ano foi integrado ao grupo principal, onde se firmou como titular, já tendo no seu currículo títulos como os Campeonatos Mineiros de 2013 e 2015; Libertadores de 2013; Recopa Sul-Americana de 2014 e a Copa do Brasil de 2014.

Convocado agora pela primeira vez para a Seleção Brasileira de Futebol relembra começou carinhosamente sua origem de menino nascido na zona rural do município e de família muito pobre, ostenta com orgulho sua raça negra.

O zagueiro Jemerson, do Atlético-MG, foi vítima de injúrias raciais tempo atrás e após tomar conhecimento das ofensas fez um desabafo publicado em redes sociais:

“É inacreditável que hoje em dia ainda exista alguém com um pensamento tão pequeno. Gostaria, do fundo do coração, que as pessoas tomassem esses comentários como exemplo do que não fazer. Dê educação aos seus filhos e, independentemente de qualquer coisa, os ensinem a ter tolerância com as diferenças. Sejam elas ideológicas, políticas, sexuais, religiosas, raciais ou simplesmente com aquele que torce pra um time de futebol diferente do dele. Tudo isso pq, na verdade, a grande diferença que pode existir entre uma pessoa e outra é o respeito. Tem gente que tem, e tem gente que não tem. Questão de base, família, valores e educação, coisa que lá em Jeremoabo, mesmo com toda limitação, meus pais me deram com sobra. Da senzala, já ficamos livres há quase 130 anos. Mas parece que nunca vamos nos livrar da imbecilidade de alguns. Aqui é PRETO. E aqui tb é BRANCO. Pq aqui é Galo”. (alusão às cores preto e branco do clube Atlético Mineiro).

Nesta Semana da Consciência Negra, o jeremoabense Jemerson merece todos os nossos aplausos!