Jeremoabense Dr. Rafael Santana coautor de Curso de Direito Penal

 Jeremoabo tem orgulho de ter advogado tão competente como filho seu! 

Jeremoabo: Começou o Concurso de Poesias do Espaço Nordeste

 

Jeremoabo: Começou o Concurso de Poesias do Espaço Nordeste

Por: Pedro Son

Ontem (09) aconteceu a primeira eliminatória do Concurso de Poesias no Espaço Nordeste que contou com a apresentação de 11 (onze) poesias de autores jeremoabenses e que classificou três poesias finalistas: 1º. “O cego vê”, de José Batista; 2º. “Triste solfejo”, de Cristovão da Silva Rodrigues (Chris Mad); e 3º. “A natureza do meu ser”, de Bruno Santana. Participaram dessa etapa, além das classificadas, as poesias: “Solidão”, de Lucas Silva; “Meu Jesus, meu amor”, de Raphaela Carvalho; “A paixão por voar”, de Flávia Monteiro; “Vento Mensageiro”, de Gleison Ferreira; “Nosso Amor”, de Nílton Santos; ‘Um mero desgraçado”, de Jefferson Alves; “Um novo sentimento”, de Robson de Angélica; e “Jurema em Flor”, de Flanilson Santana, com as composições sendo apresentadas em telão para que todos acompanhassem. A mesa de jurados foi composta por Pedro Son, Bianca Araújo, Terezinha Silva, professora Maria Luzia e Leila Carvalho.      

O evento ainda contou com o grupo Abomutuca apresentando a Dança Cigana; com teatro cordelista apresentado por Flanilson e Jamerson e a voz e o violão de Pedro Son e na platéia muitos abnegados da cultura estavam lá prestigiando, inclusive um grupo de alunos do Colégio Estadual Coronel João Sá (Escolas Reunidas), com muitos comentários positivos e todos saindo satisfeitos.

Na próxima semana, dia 16, mais uma rodada onde serão classificadas mais três poesias e com apresentações culturais a cargo de Leila Carvalho (música), Contação de história (Manoel) e Robson de Angélica (humor stand-up). 

 

Implantação do Sistema Municipal de Cultura foi a principal discussão da Conferência Municipal de Cultura de Jeremoabo

o evento reuniu artistas, educadores, sociedade civil, ativistas culturas e poder público

Fragmento, Tributo à História de Jeremoabo-BA é realizado no Espaço Nordeste

 

 

Fragmento, Tributo à História de Jeremoabo-BA é realizado no Espaço Nordeste

Texto e fotos: Lílian Symaia

 

Apesar das chuvas que caíam ontem à noite, o auditório do Espaço Nordeste ficou lotado, durante uma homenagem aos 88 anos de emancipação política de Jeremoabo, completados no último dia 06 de julho. O evento foi ministrado pelo cantor, pesquisador, ativista cultural e escritor Pedro Son, que é graduado em Administração e especialista em Administração de Cidades. Na ocasião, Pedro Son contou a História do município através de vídeos, fotos e documentos, com destaque às datas históricas e principais personagens da vida jeremoabense. Após a abertura musical, o Pesquisador apresentou ao público a história do Hino Municipal, de autoria de Antônia Meirelles, e da Canção de Jeremoabo, de Joubert de Carvalho. “Algumas pessoas confundem o Hino com a Canção. Na verdade, o Hino foi encomendado à Antônia Meirelles porque a Canção de Jeremoabo, que conta a história de Chico Gato, acabou se transformando numa canção de linha mais popular e romântica”.

Em seguida, utilizando os trechos do Hino, Pedro Son contou como se deu a povoação da cidade, destacando os indígenas, os religiosos e os senhores proprietários da sesmaria, elucidando fatos e mostrando os caminhos de construção desta terra e seus momentos mais importantes, como o incêndio às igrejas pelo Senhor da Casa da Torre e o relato do Padre Januário sobre a Jeremoabo do Século XVII. “Jeremoabo era uma cidade que deveria ter alcançado o pleno desenvolvimento, mas infelizmente os Coronéis e os Senhores Feudais, talvez por medo da liberdade popular, inibiram por muito tempo o nosso crescimento”. Ainda foram destaques algumas personalidades como O Barão de Jeremoabo, Coronel João Sá e os Governadores sergipanos Olympio e Guilherme Campos, que aqui viveram.

Pedro Son lembrou ainda que Jeremoabo já foi pertencente ao Estado de Sergipe. O mediador chamou atenção em relação à data da verdadeira emancipação política de Jeremoabo. “Em 25 de outubro de 1831, Jeremoabo é elevada à Vila, unidade autônoma com Câmara Municipal, Comarca e Paróquia, e por esta razão esta deve ser a data real de comemoração da nossa liberdade administrativa. Em 06 de julho de 1925, apenas houve mudança de nomenclatura adequando-se à Legislação Brasileira e transformando-nos em cidade, nada modificando as estruturas de poder político e administrativo já existente”. 

O evento foi considerado positivo pelo público, formado principalmente por professores, estudantes, vereadores e pessoas interessadas no tema, e foi abrilhantado com a exposição de quadros do artista jeremoabense Teté Sá, com temas relativos à cidade.

  

Nos seus 88 anos de emancipação, Jeremoabo ganha obra de presente

 

 

Nos seus 88 anos de emancipação, Jeremoabo ganha obra de presente

 

Jeremoabo completou, no último sábado, 06 de julho, 88 anos de emancipação política. Para comemorar a data, a Prefeitura de Jeremoabo promoveu diversas atividades, que foram iniciadas com o Hasteamento das Bandeiras do Brasil, da Bahia e da cidade, em frente à Prefeitura, no início da manhã.

À tarde, diversos estandes foram montados na Praça do Forró, onde toda a comunidade conferiu produtos e serviços existentes no município, e principalmente ideias de Sustentabilidade e Cidadania, tema central da Feira em comemoração ao aniversário da cidade, destacando o Projeto Educando Para a Vida. A população pôde conhecer, por exemplo, vários trabalhos feitos a partir de garrafas plásticas e embalagem de ovos, normalmente, jogadas no lixo; lixeiras feitas com pneus, etc. O evento, organizado pelas Secretarias Municipais da Educação e do Meio Ambiente, contou ainda com diversas apresentações culturais, que enriqueceram o momento, a exemplo da apresentação do Grupo Raízes, Poema e Dança Contemporânea (PETI) com o tema “O Lixo”; apresentação da Escolinha Filarmônica 24 de Junho, Coral da Escola Municipal Evaristo Cardoso Varjão, Reisado com Carmé (Coco da Desbulha), Flor do Mamulengo (Creche) e Quadrilhas Espaduada Junina, do Bairro Vila de Brotas; Riacho do São José e do Senhor do Bonfim.  Houve ainda distribuição gratuita de pipoca, lanche e picolé. 

E para fechar com chave de ouro, foi inaugurada a obras de revitalização e requalificação da Praça Abelardo Santana (Praça da Rodoviária), que sem dúvidas será o cartão postal da cidade, graças à beleza e à sensibilidade da Prefeita Anabel de Sá Carvalho e sua equipe que projetaram um espaço de lazer, com mesas com tabuleiros de Dama e Xadrez, bancos de madeira, arborização com plantas como Pau Brasil e banho de luz, com destaque ao Monumento ao 06 de Julho, no centro. O momento mais bonito da inauguração foi a apresentação da Filarmônica 24 de Junho, uma das nossas grandes riquezas, que executou a Canção de Jeremoabo e os parabéns, acompanhada pela Prefeita, Secretários Municipais, vereadores, ex-prefeito Tista de Deda e pela Deputada Fátima Nunes, além de uma multidão. “Estou muito emocionada em entregar esta linda obra hoje, no aniversário da nossa tão amada terra. Este espaço é para toda a família, seja para bater um papo, descansar ou se divertir. Ao ser eleita, eu firmei um compromisso em cuidar da nossa gente e é nisso que temos trabalhado incansavelmente. O presente está entregue, agora vamos cuidar bem dele”, destacou a Prefeita. 

Em seguida, Marcelo Silva, em cima do trio elétrico, repetiu o sucesso da Alvorada e levantou a  multidão, que comemorou a passagem dos 88 anos de emancipação política de Jeremoabo mesmo debaixo de chuva.

Jeremoabo: Concurso de Quadrilhas foi show! Muitas fotos

A Quadrilha junina Retirantes de Frei Paulo SE foi a grande campeã 2013. Senhor do Bonfim é a campeã jeremoabense. 

Retirantes e Senhor do Bonfim são as vencedoras do Concurso de Quadrilhas de Jeremoabo 2013

O concurso mais uma vez encantou o público que prestigiou