Jeremoabo-BA: realizada mais uma etapa do Plano Municipal de Saneamento Básico

 

 A audiência pública aconteceu ontem (14.12) e mostrou os Planos e Ações previstas para o PMSB 

 

Jeremoabo-BA: realizada mais uma etapa do Plano Municipal de Saneamento Básico

Por: Pedro Son

O Plano Municipal de Saneamento Básico caminha a passos largos em Jeremoabo-BA e o cronograma vem sendo cumprido. Ontem (14.12), na Câmara Municipal, foi realizada a Audiência Pública de pré-diagnóstico e apresentação dos Planos e Ações conduzida pela empresa DRZ em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Presentes o Prefeito Municipal, vice-prefeito, vários secretários municipais, chefe local da EMBASA, representantes do comitê de Bacia Hidrográfica do São Francisco (Rosa), servidores municipais, associações e sociedade civil.

 Os planos, projetos e ações foram apresentados em quatro eixos: 1. ABASTECIMENTO DE ÁGUA; 2. ESGOTAMENTO SANITÁRIO; 3. RESÍDUOS SÓLIDOS (LIXO) e 4. DRENAGEM PLUVIAL, mostrados com ações, responsáveis e valores previstos para cada ação. Seguiu-se uma boa discussão com algumas contribuições da plenária. Destacamos a excelente qualidade dos serviços apresentados pela empresa.

O PMSB é uma exigência da Lei 11445/2007 e quem não a tiver aprovada até dezembro de 2019 não poderá acessar recursos para a área. Em Jeremoabo o Plano está sendo conduzido pelo Comitê de Bacia Hidrográfica do São Francisco, através da Agência Peixe vivo, que contratou a empresa DRZ, do Paraná, para elaboração em parceria com a Secretaria do Meio-Ambiente.

Vale a pena um registro. Em minha análise faltou uma maior participação da sociedade na discussão de projeto tão importante. Há tempos reclamamos das nossas condições na área, com falta de estrutura e outros problemas. A Secretaria postou avisos nas rádios e motivou alguns participantes, mas, não foi como desejado. Este não é um caso pontual! Há anos acontece assim. Todos reclamam, falam, criticam, mas na hora das discussões mesmo, poucos participam. Claro que tinha muitas pessoas, o debate foi qualificado, mas muitos servidores municipais. Faltou mais! A sociedade civil podia ter lotado a Câmara!

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar