ANDAR SEM RAZÃO

 

ANDAR SEM RAZÃO

 

Pedro Son

 

Jeremoabenses de todos os cantos

aliados a gente de lugares tantos

a hora festeira, vibrante, vem chegando

as angústias no forró vamos deixando

juntai todos na festa maior do sertão

São João de amores, licores e quentão

 

Cidade festiva de todos as raças

acolhe essa gente de todas as praças

pra viver nestes dias de vida e forró

a exata noção de que não somos só

capital sertaneja de amor no sertão

São João de amores, licores e quentão

 

Que momento feliz de abraços e paixão

onde esquecemos os problemas de então

e refazemos de novo a esperança

de que aqui a bondade se alcança

pra inundar de Paz nosso sertão

São João de amores, licores e quentão

 

Mas quando a folia passar

Voltaremos a carregar o penar

Mas quando a festa se for

Novamente a rotina de dor

E o São João de Amor licor e quentão

Será o sofrer, o andar sem razão