INFORMAÇÕES ÚTEIS

INFORMAÇÕES ÚTEIS E CARACTERÍSTICAS

JEREMOABO (BAHIA)

Características

CEP: 48540-000

DDD: 075 

Voltagem: 110

Distância da capital: 371 Km

Rodovias de acesso: BA-235 e BR-110 

População total: 37.680 (Censo 2010) 

População estimada 2014: 40.851 habitantes

Superfície: 4.656,276 Km² (atualizado IBGE 2010)

Densidade demográfica: 8,09 hab/km2

Distritos: Canché 

Temperatura média: 24,0 ºC 

Características econômicas: Agricultura (9º produtor baiano de manga). Na pecuária, destacam-se os rebanhos bovino (52.557 cabeças em 2010, maior rebanho do Território Semiárido Nordeste II), caprino (37.369 cabeças em 2010, maior rebanho do Território Semiárido Nordeste II), ovino (35.016 cabeças em 2010, maior rebanho do Território Semiárido Nordeste II)  e leite de vaca (7.106 mil litros em 2010, 2ª. Maior produção do Território Semiárido Nordeste II) . 

 

PIB 2009: 147.223 mil reais     

PIB per capita 2009: 3.745,95 reais

 

Endereços Úteis

•Prefeitura Municipal

      Rua Dr. José Gonçalves de Sá, 24. Fones: 075-3203-2106/2447

      Home-page: www.jeremoabo.ba.io.org.br

       

•Setor Cultural da Prefeitura - Secretaria de Educação

      Rua Dr. José Gonçalves de Sá, 24. Fones: 075-3203-2127

      E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

•Serviço de Informações Turísticas - Secretaria de Educação

      Rua Dr. José Gonçalves de Sá, 24. Fones: 075-3203-2127

      E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

•Câmara Municipal de Jeremoabo

Rua Coronel Porfírio Borges, sn

 Fone: (075) 3203-2438 

 

•Estação Rodoviária

      Loteamento São João

 

•Correios

Praça Coronel Antônio Lourenço, sn

      Fone: 075-3203-2179

 

•Agências Bancárias: Banco do Brasil e Bradesco

Banco do Brasil: Rua Dr. José Gonçalves de Sá,43

Fone: 075-3202-2104

 

 

Bradesco: Rua Dr. José Gonçalves de Sá,9

Fone: 075-3203-1800

 

•Hotéis - Pousadas

      Hotel Santa Maria - Rua Coronel Rogério da Costa Borges. Tel:3203-2356. 50 leitos

      Hotel Bandeirantes - Praça Dr. Jonas de Carvalho,94 Tel:3203-1504. 39 leitos

      Hotel Senhor do Bonfim - Rua Dr. Abdon Afonso, 14. Tel:3203-2134/2554. 102 leitos

      Pousada São Pedro - Avenida Brasília, 45 leitos Tel:3203-1192

      Pousada Cajueiro – Rua da Alegria (Clube Cajueiro). Tel: 3203-1043

      Pousada Araras – Praça da Rodoviária, sn

 

Onde comer:

- Pizzaria Girassol

- Restaurante Bode de Zé de Raul

- Pizzaria e Restaurante LM

- Churrascaria Espeto de Ouro

- Tapiocaria Casa de Taipa

-Churrascaria de Arnaldo

- Posto Pé de Serra

 

- Churrascaria Chapéu de Couro

 

•Emissoras de Rádio

            Rádio Jeremoabo FM,106,9, Praça Cel. Antonio Lourenço de Carvalho sn, 3203-2222

            Rádio Vale do Vaza-Barrís, AM 1400, Rua Vicente Paula Costa, 16, 3203-2358

 

O que fazer:

 

Patrimônio Natural

•Fonte da Tapera

       Fonte de águas cristalinas, usada pelos moradores da área para lavagem de roupas,    sendo bastante frequentada por banhistas, no período do verão.

 

ü  PEDRA FURADA: Queda d'água cristalina, que abastece a cidade. Tem por particularidade percorrer caverna e rochedo numa área totalmente verde. Ponto turístico da Cidade.

 

ü  SERRA DO CAVALEIRO: Ponto de Turismo Religioso que abriga uma capela que representa a Lenda do Cavaleiro que caiu no despenhadeiro correndo atrás de gado.

 

 

ü  LAGOA DA PEDRA: Área de Lagoa em pedras que formam um conjunto bonito. Área ideal para camping. 

 

Ainda possuímos outros importantes atrativos:

ü  Visita às comunidades reconhecidas como remanescentes de Quilombos: Casinhas, Viração e Baixa dos Quelés.

ü  Visita ao Assentamento do Caritá, com artesanato em expansão com produção de belas peças como tapetes, bolsas, redes, mantas, etc., visitado anualmente por italianos e onde fica a casa onde nasceu o Barão de Jeremoabo.

ü  Visita à Associação do Chuquê, com produção de peças artesanais em madeira;

ü  Visita a casas em estilo português situadas na Praça Cel. Antonio Lourenço, sendo a principal a Casa de D. Olga que ainda conserva azulejos do Século XVIII.

ü  Visita à Igreja Matriz construída em 1718;

ü  Conhecer diversas atividades folclóricas e religiosas como a Dança de São Gonçalo no povoado de Coelho; Grupos de zabumba e Grupo D´Cartys que resgata danças e tradições;

ü  Visita à Fazenda Serra Branca, centro de conservação da Arara Azul de Lear;

 •Rio Vaza-Barris

 

      Rio dos mais importantes da região Nordeste, em Jeremoabo serve para irrigar plantações e para banhos no verão. 

 

•Patrimônio Histórico

      Bela Vista de Brotas (Conjunto arquitetônico antigo com Capela e Mansão em ruinas)

      Data de criação: Início do século XIX

     Mantenedor: João Gonçalves de Carvalho Sã

 

•Casa à Praça Dr. Jonas de Carvalho, 2

      Data de criação: Início do século XIX

      Mantenedor: Família Melo de Carvalho

 

•Casa à Rua Padre Magalhães e Souza

      Data de criação: Século XIX

      Mantenedor: Família João Pereira de Sá

 

•Casa do Barão de Jeremoabo

      Praça Antônio Lourenço, 272

      Data de criação: Meados do século XIX

      Mantenedor: João Gonçalves de Carvalho Sá

      Obs.: Infelizmente esta casa foi reforçada e hoje funciona uma Clínica. Mantém ainda alguns poucos traços antigos.

 

•Casa dos Almeidas

      Praça da Matriz, 116

      Mantenedor: Severa Gonçalves de Almeida

            Obs.: primeira casa a ser construída na sede do município

 

•Matriz de São João Batista

      Praça da Matriz

      Data de construção: Início do século XIX

      Mantenedor: Diocese

 

LENDAS E HISTÓRIAS

 

A Lenda do Cavaleiro

 

Jeremoabo tem uma bela tradição de heroísmo, na arrancada daquele vaqueiro que, perseguindo um touro negro e bravo perdeu a vida lançando-se do alto da Serra do Cavaleiro, posteriormente Serra da Santa Cruz do Monte Calvário. O episódio histórico cifra-se nisto: Havia na fazenda, onde se assenta, hoje, a cidade bissecular, um touro negro, a quem os vaqueiros procuravam pegar, há seis anos sem conseguir fazê-lo. A pega do gado nas fazendas é quase sempre ao amanhecer, que é quando a manada desperta do sono reparador da noite.

 

Certa madrugada, sessenta vaqueiros em confabulação quanto ao touro insubmisso, resolveram, ao clarear da manhã, chegar à manada, na disposição em que se sentiam da realização daquele plano. Um deles, chamado Chico Gato, que tinha namorada, de nome Maria, mameluca de porte gentil e de certos atrativos, recebeu desta uma flor de jurema, através da cerca, como estímulo à vitória, enquanto o vaqueiro, rapaz disposto, corpulento e bom na rédea do seu alazão, declarou que, naquele dia se não pegasse o touro negro, não voltaria com vida, ou seja, só não o traria se morresse.

 

Instantes depois, estavam todos os vaqueiros em torno da manda, donde o touro se desagregava, sorrateiro, rumando em ziguezague para a serra, sendo perseguindo sempre, pelo mais destemido de todos eles.  E a peleja continuou nos seus lances mais dramáticos, até chegar ao alto da montanha, onde a proeza do perseguido era na proporção do perseguidor.

 

Estavam ambos num beco sem saída, no ponto culminante da tragédia; boi de olhos fuzilantes, a se defender, correndo, e o vaqueiro não menos resoluto a perseguí-lo. Em dado instante, vendo o bovino, em fúria, a impossibilidade de um recuo salvador, sentindo-se perdido, já desprovido do instinto de conservação lançou-se do alto do abismo. Ao mesmo tempo o cavalo, em louca carreira chegava ao despenhadeiro, ficando em posição vertical, com os pés em terra firme e as duas mãos no ar, entre a montanha e o vácuo, entre a vida e a morte.

 

Naquele instante da tamanha dramaticidade, cavaleiro audaz poderia tê-lo feito retroagir, numa manobra violenta de rédea, de quem só os campeadores têm o segredo, mas naquele momento, embora com o sangue a ferver, ter-se-ia lembrado da promessa feita à Maria, a cabocla de seu afeto, não hesitou em impulsionar o companheiro de tantas vitórias para o despenhadeiro e, assim, para a morte.

 

Em baixo, mortos, ficaram os três, a mostras à curiosidade ambiente em nobre exemplo: no touro, a resistência à submissão; no cavalo, a abnegação; no vaqueiro, o altruísmo. 

 

Os que assistiram emocionados, comovidos com o fato, após o lance heroico, levaram os mortos, dando-lhes sepultura comum, no alto da serra, que ficou sendo chamada de Serra do Cavaleiro, e depois, Santa Cruz do Monte Calvário de Jeremoabo.

 

Uma cruz foi colocada, e, mais tarde, construída uma capela, marco da piedade, da admiração e da fé - homenagem à memória de um homem rude, sacrificado nobremente pela honra da palavra. E assim a capelinha do Monte Calvário tem um culto de mais de cem anos. Em procissões, por época da quaresma, tem passados centenas e centenas de penitentes em busca do consolo espiritual... Pela semana santa, como um formigueiro humano, convergem para aquele local famílias de todas as redondezas e passam as beatas crentes de sua fé, esporeadas pelos seus pecados, em busca da remissão e do perdão de suas culpas. 

 

A capelinha do Monte Calvário nem só é objeto de romaria, como também constituem uma fonte de distração, pela visão panorâmica extraordinária que se nos apresenta.

 

 

 

 

Calendário de Eventos

 

ABRIL

Cavalgada de São Jorge

Passeata de cavaleiros com shows e muita animação, com participação de centenas de cavalos e percurso que sai da Fazenda Isabela, na zona rural de Jeremoabo até a Praça do Forró 

 

JUNHO

Festa de São João Batista

Evento religioso e popular. Em sua parte sagrada louva o padroeiro local, através novena, missa e procissão. No lado profano, destaca-se uma das mais concorridas festas juninas da região, com a presença de quadrilhas, atrações musicais locais e nacionais e blocos juninos. 

Período: 15 a 24/06

Local: Matriz de São João Batista e vias públicas

Organização: Diocese e Prefeitura Municipal de Jeremoabo

 

Concurso Regional de Quadrilhas

Ocorre dentro dos festejos do São João e tem caráter Regional. 

 

São Pedro da Rua Duque de Caxias

Evento já tradicional comemora todos os anos a Festa de São Pedro, realizado na Rua Duque de Caxias com shows, apresentação de quadrilhas e brincadeiras como pau de sebo, etc.

 

Santo Antonio do Bairro Santo Antonio 

Evento anual que comemora a Festa de Santo Antonio com shows, novenas e muita festa.

 

JULHO

Dia da Cidade

Evento cívico com a finalidade de conscientizar a comunidade para a importância do município e do papel de cidadania. São realizadas atividades de teatro, dança, música, literatura, práticas esportivas e desfile com a participação de escolas municipais, cada uma com um tema específico sobre dados da cidade como economia, população, artes, cultura, esporte, etc. 

Período: 06/07

Local: Pça Dr. José Gonçalves de Sá 

Organização: Secretaria Municipal de Educação e Cultura

 

DEZEMBRO

 

Natal 

Evento religioso, de forte penetração popular. As ruas são decoradas, presépios são armados nas residências. Há celebração da missa do Galo, com a presença de grande público e ocorre festa em praça pública.

Período: 24 e 25/12 

 

OUTROS EVENTOS:

Campeonato Municipal de Futebol

Organizado anualmente pela Liga Desportiva de Futebol Jeremoabense demora aproximadamente seis meses e é realizado de março a agosto.

 

Copa Rural de Futebol  

Organizada anualmente pela Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Cultura após o término do campeonato jeremoabense de futebol. Última edição em 2010 reuniu 40 equipes e mais de 800 atletas.